“Você não sente, não vê”

novembro 4, 2010

 

R.I.P

foto: Christoph Niemann

por carol

Aquele sábado a noite já começou genial, os anfitriões decidiram colocar o computador (com conexão à internet) em cima da televisão, resultado: passamos a noite entre pérolas do Youtube e resolução rápida de dilemas.

– Você sabia que tomate é fruta?

– Não, é frutO, com “o”.

–  Google.


Parece um pouco radical, colocar o computador no centro da sala de estar e passar a noite bebendo cerveja, comento pizza e assistindo vídeos no youtube, mas para nós aquilo fez o maior sentido, era como se nunca tivesse sido diferente. Acredito que as mudanças mais profundas chegam assim, não nos lembramos como elas vieram, nem como era a vida sem elas.

Não me lembro se era fruta ou fruto (aquele lance do tomate), mas me recordo que naquela noite tudo foi baseado nela, a internet e nele, o computador. Que agora ocupa o lugar mais alto da sala: em cima da TV.

R.I.P

Saiba mais sobre essa imagem no post a seguir.

A TV, que por anos foi idolatrada pelas famílias em seu belo altar de mogno ou marfim, naquela noite pode perceber com pesar que o seu fim estava próximo, mais ainda, já havia chegado e só dependia da coragem de seus donos para dar embora aquele “trambolhão”, que um dia atendeu pelo nome de “caixa mágica”.

 

Anúncios

One Response to ““Você não sente, não vê””

  1. SeiZo Says:

    Muito bom o espaço! Coletivo!

    Li um pouquinho e deu vontade de continuar…
    Abraço a todas,
    SeiZo

    o meu experimental: seizos.multiply.com


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: