Sem chá, nem colher

novembro 1, 2010

por Carol

Saio do Estadão no dia 27 de outubro e penso  “caralho e agora?” A idéia era pegar um ônibus para o terminal Tiete, lá mais uma série de metrôs que me levariam à saudosa Avenida Paulista mais precisamente na concorridíssima Cásper Líbero para encontrar a minha salvadora, meu teto, a doce Amanda.

Não sei quem anda cuidando do marketing da maior cidade da América Latina, mas o caminho foi incrivelmente mais fácil, simples, rápido e barato que as minhas previsões. Estava sozinha em São Paulo pela primeira vez e continuava inteira, sem nenhuma bulinação ilegal no vagão, assalto, chuva de meteoros ou ladrões de rim. Eis a danada, Paulista!

Encontrar a Amanda após quase um ano do fatídico processo seletivo que não nos trouxe emprego, mas uma amizade bizarra, foi surpreendente, meio loucura querer me hospedar na casa de alguém que eu vi apenas duas vezes na vida, loucura  dela também em me receber.

O lance é que cada detalhe dessa viagem rápida foi um certo sentimento de “agora vai”, tinha que ir pra São Paulo sozinha, apesar da vergonha e a morte iminente, tive que buscar teto na casa da Amanda, pegar diversos metrôs lotados, carregando duas bolsas, se não fosse assim, não seria.

Ninguém me levaria à Mackenzie com a Iza (que saudade filha da puta da Iza), se eu não fosse até lá a pé. Só Deus sabe quanto eu realmente andei naquele dia, mas eu apostaria facilmente nuns mil quilômetros. (!!)

O lance legal de se tornar adulta e meio dona do seu nariz é esse: você reúne suas forças e vai. A coisa chata é que ninguém vai pegar na sua mão (talvez vá, para te assaltar), nem vai entender se você chorar. É um tanto assustador ao mesmo tempo que libertador realizar isso, não há colher de chá para quem já cozinha sozinho. As pessoas simplesmente passam por você, assim como passaram por mim na bela Paulista, correndo para seus empregos ou processos seletivos, tentando a todo custo manter a sanidade, o dinheiro e talvez o rim no lugar devido.

Anúncios

One Response to “Sem chá, nem colher”

  1. Amanda Says:

    hahaha, volte sempre! 😀


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: