It’s like masturbation…

julho 14, 2010

por Carol

A primeira vez que a vi foi numa aula de inglês procrastination o termo bem parecido com o nosso português, que encontrei algum tempo depois na Superinteressante. Independente do que a matéria dizia eu senti que a procrastinação dava seu primeiros passos rumo ao glamour. Comunidades no orkut, vídeos no youtube, certa satisfação ao justificar seus atrasos com um “ah meo, estou procrastinando”. Procrastinação parece ser uma coisa bem legal, mas não é.

Toda promessa vem acompanhada, necessariamente, de expectativa, e, posso garantir que expectativas frustradas são cruéis e destruidoras. Um mundo perfeito certamente incluiria pessoas que não esperassem muito de nada, construir expectativas é muito arriscado, quando elas não se cumprem (90% das vezes, para ser sensata) o sujeito se sente mal, cansado, triste, enfim,  frustração não carece de sinônimos.

Quando procrastinamos geramos, obrigatóriamente, frustração. Não sei do resto do mundo, mas eu me sinto bem mal quando gero expectativas em alguém, para depois justifica-la com um “ah, desculpa, procrastinei”. Depois dessa ladainha toda não quero dizer que vou parar de enrolar, ou que você deveria fazer o mesmo (na verdade deveria), mas pelo menos ganhemos consciência que procrastinar não é cool, frustrar a expectativa de alguém (ainda que nossa própria) é uma coisa muito, mas muito, chata.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: